Quem acredita no SWBR

Depoimentos de marcas que reconhecem e valorizam a importância do Streetwear Brasil na divulgação de seus trabalhos.


Foi muito importante sair uma matéria sobre a AIX no Streetwear Brasil. Poucas pessoas conheciam ou já tinham ouvido falar da marca e depois que tivemos a oportunidade de compartilhar nossa história mais pessoas começaram a acompanhar nosso trabalho. Além disso, outro ponto importante é que as marcas precisam valorizar o trabalho do SWBR e divulgar o material nas próprias redes sociais delas para expandir a mensagem.
Daniel Eduardo, fundador da AIX


Admiramos muito o trabalho realizado pelo SWBR pois fortalece a cena das marcas independentes brasileiras, valorizando e expandindo o nicho da moda urbana no Brasil.​Gregório Nunes, integrante da BCrew


Fizemos dois editoriais e o primeiro veículo que escolhemos para divulgar nosso material foi o Streetwear Brasil. Foi de extrema importância termos saído no site, pois hoje somos considerados um dos 10 melhores brechós de streetwear do País. Metade da visibilidade que temos hoje agradecemos ao SWBR que nos deu a oportunidade de expor nosso trabalho.Alexsander Rosa, fundador do Brechó Sem Classe



O foco do site é bem definido, ajudando a divulgar o trabalho das marcas através de canal interativo. Tivemos um bom retorno dos clientes já existentes e de novos também devido a confiança e espaço dado no site.​Rafael Possamai, fundador da Caos Art Ink



O site foi uma das primeiras plataformas a falar sobre nossa marca. Achamos importante o apoio que o SWBR dá para marcas novas, ainda mais no nosso caso, uma marca que está fora do eixo Rio x SP. A matéria sobre a Demenz foi essencial para que o público-alvo do estilo conhecesse nosso trabalho.Demenz



Para nós da Emitresde foi muito importante sair no Streetwear Brasil, principalmente por ser um dos poucos sites que tenta da melhor forma mostrar de fato o que está rolando na cena, não privilegiando ninguém nem enfatizando somente as marcas internacionais.Emitresde


Ter uma matéria sobre nossa coleção veiculada no SWBR foi importante para nossa marca. Tivemos uma visibilidade maior da coleção por um público mais seletivo, que consome esse lifestyle. Diversos pedidos feitos através de nosso e-commerce tiveram como fonte a matéria do site. Acho importante o trabalho desenvolvido pelo SWBR e a valorização das marcas nacionais, isso nos ajuda a se posicionar como marca.Rafael Gualberto, Facção Norte Clothing


Conheci o trabalho do SWBR através do Ricardo Faria (fundador da Breaknecks) e depois passei a acompanhar o site. Sair no Streetwear Brasil foi importante não só para a divulgação real da marca, como também para entender que estamos trilhando o caminho certo. Me senti honrado e, inclusive, tivemos bastante vendas para pessoas que conheceram a FW através do site.Renan Coelho, fundador da Free World


A matéria no Streetwear Brasil foi muito boa para a divulgação de nossa nova coleção, já que houve dezenas de acessos em nosso site no dia da postagem, além de novos seguidores nas redes sociais da marca. Outro ponto importante é que o site tem certa consistência, pois é um dos pioneiros no Brasil quando o assunto é streetwear, passando mais credibilidade aos seus leitores e agregando valor ao conteúdo.Higor Matheus, cofundador da No Future


O Streetwear Brasil foi um dos primeiros sites que falaram e deram atenção à Saint P. Ficamos muito felizes pela atenção e apoio que sempre recebemos. O trabalho é realmente diferenciado e busca de fato trazer informação para quem gosta da moda de rua. E o mais legal: nosso site recebe visitas até hoje vindas do SWBR, mesmo depois de alguns meses da última matéria publicada sobre a marca.​Bruno Iwamura, cofundador da Saint P.


O SWBR me proporcionou espaço e trouxe contatos com pessoas deste meio. Existem poucas mulheres sendo representadas neste mercado e o site me abriu essa porta, não só pelo espaço na área empresarial, mas também como leitora dos conteúdos.​Mariana Salomé, fundadora das marcas Supatramp e Feed The Feet.


Na época eu estava no início e sair em uma mídia que valoriza as marcas pequenas e nacionais nos deu visibilidade. Essa área é cheia de blogs e sites, mas a maioria prefere destacar marcas gringas. O trabalho do SWBR valoriza o streetwear nacional e o underground, e isso é muito difícil de se ver.​Roger Borges, fundador da Torpehead.


Input your search keywords and press Enter.
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!