Lendo agora:
Guia de compras: Chicago (Parte 1)
Leitura de 5 minutos

Guia de compras: Chicago (Parte 1)

728x90 7 - Guia de compras: Chicago (Parte 1)

chicago 1 - Guia de compras: Chicago (Parte 1)

Como já é tradição, sempre que viajo visito diversas lojas e procuro trazer um pouco de que vi por cada uma delas. O destino desta vez foi Chicago, em Illinois, nos Estados Unidos.

Dizem os americanos que Chicago é como se fosse Nova Iorque, porém mais tranquila e menos frenética. Em termos de boas lojas devo admitir que as cidades estão lado a lado. Claro que a máxima de NY – de uma loja a cada quarteirão – não se repete em Chicago, mas existem boas lojas.

Este guia será divido em três partes. Vamos começar pelo centro da cidade, mais especificamente na Avenida Michigan, que concentra uma porrada de lojas.

Dr. Martens

Encontrar lojas da Dr. Martens nos EUA não é uma tarefa muito fácil, porém em Chicago temos duas delas. Isso se dá por conta do clima, que no inverno é bem rigoroso, por isso, muita gente usa as famosas botas europeias.

A loja que entrei se mostrou bem completa. Por lá, vi toda a linha das clássicas botas e sapatos, além de modelos mais extravagantes, frutos de colabs da marca. Tinha ainda a linha industrial voltada ao trabalho pesado e a construção civil, que trazia calçados com bico de ferro.

Os preços são os mesmos encontrados na Europa, portanto, não vá achando que por ser Estados Unidos é mais barato, porque não é. Claro, se compararmos o valor do euro em relação ao dólar, vale mais a pena pegar na terra do Tio Sam.

Vans

A loja da Vans segue o mesmo padrão das demais. Por lá, em destaque estavam os novos tênis do skatista profissional Chima Ferguson e as novas cores da linha Anaheim Factory. Para não sair de mão vazia, peguei o clássico Authentic Navy, que já estava querendo faz um tempo, por $50 dólares.

Urban Outfitters

Lembram lá atrás que eu disse que gostava bastante da Urban pela sua seleção de marcas, pois é, as coisas mudaram. Não sei se a empresa passou por uma crise ou se mudaram o foco, o fato é que nas três unidades que entrei parecia que havia mais espaço do que roupas.

A loja deixou de carregar muitas marcas legais, por lá só vi Stussy e Champion. Atualmente também estão apostando em uma linha própria, que traz o nome da loja, com pegada vintage.

Independence

Para os amantes do workwear de alta costura, a Independence é um prato cheio. A loja trabalha com a maioria das marcas que fabricam artesanalmente nos Estados Unidos, nomes como Ebbets Field Flannels, Engineered Garments, Faribault e Norse Projects são algumas.

Uma das marcas que me chamou atenção é a Stan Ray, fundada no Texas, em 1972, é especializada na produção de peças militares e para pintores. Atualmente a marca está passando por uma reestruturação, por isso, é revendida em lojas mais nichadas.

A famosa calça Fatigue estava custando $70, apesar de ter achado bem foda não queria gastar tudo isso em uma calça.

Nordstrom Rack

A Nordstrom é uma loja de departamento que trabalha com várias marcas e designers conhecidos. Ela existe em duas versões, um delas é a Rack, conhecida por ser a versão de remarcações. Por lá, você acha coleções passadas, peças com pequenos defeitos ou descontinuadas, por um preço bem interessante.

Nesse tipo de loja o que vale é garimpar, pois existem um monte de araras e racks de sapatos, botas e tênis divididos por tamanho.

Já tinha entrado nessa loja em Washington, mas não tinha tanta coisa legal. Desta vez, encontrei botas da Red Wing, de $360 por $130, pra quem gosta da marca o preço tava uma pechincha, uma pena não que não tinha meu size. Tinham uns Vans perdidos por preços bem bacanas, levei um Authentic Pro preto com solado marrom por $32 doletas.

Nordstrom

A versão principal da Nordstrom é bem legal, mas nela você vai encontrar coisas mais caras e de coleções atuais. Fique atento em certas araras localizadas no fim dos corredores, já que geralmente trazem uma plaquinha dizendo “Final Sale”, algo do gênero, por lá é possível encontrar preços melhores.

Dando uma olhada achei jaquetas e coletes da Carhartt WIP, que no geral custam em torno de $200 e poucos estavam por $100/$120. Tinha também uma camisa xadrez flanelada da Pendleton por $99 e uma Anorak da Brixton por $60.

Lá peguei um boné polo da Brixton por $30 dólares.

banner lateral - Guia de compras: Chicago (Parte 1)
Input your search keywords and press Enter.
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!