Lendo agora:
Saint P resgata as origens do povo paulistano em cápsula
Leitura de 3minutos

Saint P resgata as origens do povo paulistano em cápsula

Saint P buscou nas raízes do povo da cidade de São Paulo inspiração para sua cápsula.

Intitulada “ORIGINS”, a coleção aborda três importantes etnias responsáveis pela formação da cara dos habitantes paulistanos: japonesa, indígena e africana. Elas são retratadas em camisetas que reforçam a representatividade de cada uma das etnias por meio de seus símbolos e histórias.

Representando os japoneses está a camiseta amarela ‘JAPANESES’, que conta com o nome da cidade de São Paulo escrito no histórico ideograma da mitologia do país asiático, Katakana. Outro elemento aplicado na peça faz menção ao início da imigração japonesa na capital paulista em 1908 com a chegada do navio Kasato Maru.

Os indígenas foram relembrados no modelo de manga longa ‘INDIGENOUS’. A camiseta reforça a importância desse povo em nossa história, trazendo ilustração de índio na frente e texto que resgata as influências dos primeiros habitantes do Brasil em nossos costumes.

Por fim, a camiseta ‘HERÓIS’, que faz referência aos africanos. A marca bate de frente contra o racismo e a desigualdade que a etnia ainda sofre nos dias atuais. Para isso, trazem nomes de representantes importantes em todos as áreas, como Zumbi, Chica da Silva, Machado de Assis e Sabotage, entre outros.

Sobre a concepção da cápsula Bruno Iwamura, cofundador da marca comenta.

Foi um trabalho longo de pesquisa de referências, imagens, textos até chegar ao resultado final. Com certeza a mais difícil de ser elaborado foi a que faz referência aos africanos, pois não queríamos estereotipar nem passar uma imagem racista e colocar os negros numa caixinha. Até que depois da minha visita à exposição do Basquiat, que aconteceu no CCBB em 2017, veio um insight de citar alguns nomes que marcaram época e usar a coroa que o Basquiat usava para reverenciar os heróis negros do artista.

Editorial

O editorial conta com representantes característicos de cada uma das populações e foi clicado por Daniel Sigaki em pontos-chave de São Paulo.

O bairro da Liberdade, atualmente reduto de imigrantes orientais, mas que antes de recebê-los era povoado por escravos negros. A Faculdade de Direito, onde o filho de Luiza Mahin, Luis Gama, estudou apenas como ouvinte, pois foi impedido de frequentar regularmente a instituição por ser negro. Completando o tema estão a Estátua de Zumbi dos Palmares e o Páteo do Colégio.

As peças da cápsula “ORIGINS” já estão disponíveis no e-commerce da Saint P. Aproveite que o site da marca está com frete grátis para Sul e Sudeste, nas compras acima de R$300.

Deixe um comentário

Input your search keywords and press Enter.
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!