Lendo agora:
Guia de compras: Nova Iorque (Parte 1)
Leitura de 5minutos

Guia de compras: Nova Iorque (Parte 1)

Recentemente tive a oportunidade de conhecer um dos epicentros do streetwear mundial: Nova York. Antes de embarcar, montei um roteiro com as lojas que queria conhecer. Como são muitas separei por bairro e agora divido com vocês como foi a experiência em cada uma delas e espero que possa ajudar quem pretende ir em breve para Manhattan.

Destinei dois dias para conhecer as 17 lojas que havia programado. Como algumas eram próximas do hotel que fiquei pude ir mais de uma vez.

Neste primeiro post vou começar pelo bairro Lower East Side. Situado aos pés da ponte de Williamsburg a região tem uma vibe bem underground, com diversas intervenções como grafites, adesivos e tags.  Pelo que dizem era lá que ficava a maioria das lojas que conhecemos em meados dos anos 90. Porém, em Nova York as coisas deixam de ser “cool” rapidamente e isso inclui até os bairros. Por isso, nos anos 2000 muitas lojas se mudaram para outros bairros enquanto outras mantêm suas raízes por lá até hoje.

Minha primeira parada foi na conceituada sneakershop Extra Butter (125 Orchard St). A loja fica do lado de um brechó e conta com uma vitrine sem graça e sem nenhum produto exposto. A única coisa que a identifica é o toldo que cobre a fachada que tem o logo e o site da loja. Logo na entrada cadeiras antigas estilo de cinema decoram o ambiente. Passando uma cortina vemos a loja em si, com paredes todas brancas recheadas de nichos com diversos tênis e araras com peças de roupa.

Estava à procura de um tênis, o New Balance 998, que faz parte do “Connoisseur Guitar Pack” e na loja encontrei meu size. O cara que me atendeu foi simpático e reconheceu que o Vans que usava foi lançado em parceria com a Supreme. Ele também estava usando um Sk8-Hi. Conversamos sobre os tênis da marca e o quão desconfortáveis podem ser após algumas horas de uso. Expliquei que estava em busca de algo confortável para usar na viagem.

Com o tênis em mãos fui para a próxima parada, a Alife (158 Rivington St). Acho muito foda tudo que fazem, portanto, essa seria a primeira loja que queria muito conhecer. Após andar alguns quarteirões vejo do outro lado da calçada uma porta de galpão toda grafitada, com duas portas de vidro do lado e uns seis caras muito style na frente. Com certeza era ali, após me aproximar um pouco reconheço um dos caras era o Bobby, um dos fundadores da The Hundreds. Tudo bem estamos falando de NY onde tudo acontece, mas qual era a chance de eu encontrar o cara lá? Foi surreal. A loja é naquela pegada mesmo, tudo de madeira, organizadinho. O lado direito ficam os tênis e no esquerdo as araras com as roupas.

Na parte dos tênis tem uma porta nos fundos que dá a um galpão e uma quadra de basquete, onde rolam os shows com convidados e as festas de lançamento. A loja em si é bem pequena, parecia maior nas fotos que havia visto. O cara que me atendeu na parte dos tênis era legal, perguntou da onde era, se era a primeira vez que ia lá. Como meu foco era a parte de vestuário nem dei muita bola para os tênis.

Do lado das roupas existe uma parede inteira espelhada dando a impressão que é maior o ambiente. Escolhi algumas camisetas e pedi para provar. O cara do caixa era super esnobe mas nem liguei, nessas lojas é normal eles serem assim. O provador fica no fundo em uma porta de madeira sem maçaneta e identificação. Escolhi três modelos de camiseta e enquanto espero minha numeração entra na loja o Ben (sim, o outro dono da The Hundreds) e um cara com uma câmera filmando o ambiente.

Estava eu lá de pé e o cara com a câmera pergunta: Você trabalha aqui? Eu pensei: Quem eu? Não tinha mais ninguém, então era eu mesmo. Respondi que não e eles foram para o outro lado procurar o gerente.

Sai de lá com as camisetas e pirando no que tinha acabado de rolar, foi muito foda apesar de não ter acontecido nada demais. Já aqui no Brasil acessando o blog da The Hundreds descobri que Ben e Bobby estão fazendo um documentário sobre o Streetwear e, com certeza, as filmagens na Alife faziam parte do trabalho.

Outra marca foda é a ONLY e essa seria a próxima parada. Mas depois de sair da Alife começou a cair uma chuva muito forte, já eram umas cinco horas da tarde e o hotel estava muito longe. Já tinha andado muito naquele dia e infelizmente tive que sair fora, fica para uma próxima.

Input your search keywords and press Enter.
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!